Dicas

 

Bebês devem dormir de barriga para cima

Captura de tela 2013-02-08 às 20.24.38

 

FONTE: 

http://www.sbp.com.br/show_item2.cfm?id_categoria=52&id_detalhe=3289&tipo_detalhe=s

Em 
28/09/09 

Esta é a recomendação da SBP, que apoia campanha da Pastoral da Criança. O assunto será tema de conferência da dra. Magda Lahorgue Nunes no Congresso Brasileiro de Pediatria, dia 12 de outubro, às 11h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.  Dra. Magda coordena o Núcleo de Estudos sobre o Sono da entidade e é autora, com colaboradores, de texto publicado na revista eletrônica SBP Ciência, aqui no portal. Segundo estudos, dormir nessa posição reduz em até 70% o risco de morte súbita – uma das principais causas de óbitos de crianças com até um ano.

“O hábito de deixar o bebê dormir de lado está enraizado na nossa cultura. Existe uma crença muito forte de que o bebê pode se afogar se estiver de barriga para cima, mas os estudos mostram que isso não é verdade”, salienta a dra. Magda.

Principais Recomendações 

(Publicadas hoje em reportagem de Fernanda Bassete na Folha de S. Paulo, com a colaboração da SBP e da Pastoral. Aqui reproduzimos as principais, revisadas pela Dra. Magda)

1 – POSIÇÃO CORRETA  – 
Bebês devem dormir de barriga para cima, e não de lado ou de barriga para baixo. Os riscos de dormir de lado são semelhantes aos de dormir de bruços. Essa posição é instável e muitos bebês rolam e ficam de barriga para baixo.

2 – VÔMITO – 
Se o bebê está de barriga para cima e vomita, a tendência é tossir, e com isso chamar a atenção dos pais.

3 – SUPERAQUECIMENTO
 – Evite agasalhar demais o bebê na hora de dormir, pois isso dificulta os movimentos e pode superaquecê-lo.

4 – INCLINAÇÃO
 – A inclinação da cama não precisa ser maior do que 5%. Deixe os braços para fora da coberta para evitar que o bebê deslize e fique sufocado pelo cobertor.

5 – OBJETOS DECORATIVOS
 – Deixe o berço livre de almofadas, travesseiros, “cheirinhos”, pelúcias e outros brinquedos, pois eles podem dificultar a respiração.

MORTE SÚBITA – 
É o nome que se dá para a morte de crianças menores de 1 ano que morrem de forma inesperada e sem explicação durante o sono. Ocorre mais frequentemente nos primeiros meses de vida.

FATORES DE RISCO 
- A posição de dormir
, exposição ao fumo durante a gravidez e após o nascimento
, consumo de álcool e drogas durante e após a gestação
, falta de aleitamento materno
, uso de colchões e travesseiros muito moles ou fofos
, prematuridade ou baixo peso ao nascer

FONTE: 

http://www.sbp.com.br/show_item2.cfm?id_categoria=52&id_detalhe=3289&tipo_detalhe=s

____________________________________________________________________________________________

Por que amamentar na primeira hora?

 

bebe captura editado.png

 

 

A amamentação na primeira hora após o nascimento é uma prática recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Em 2007 Amamentação na primeira hora – proteção sem demora foi o tema da semana mundial de aleitamento materno (SMAM, coordenada mundialmente pela WABA – Aliança Mundial Pró Aleitamento Materno).

Sua importância se deve a vários fatores, inclusive para o sucesso da amamentação.

Entre os benefícios estão: a estimulação da produção do leite, eliminação do mecônio, menor risco de mortalidade neonatal, em função da grande proteção imunológica que o colostro oferece, a intensidade do reflexo de sucção, já que o bebê está bem ativo, diminuição do estresse pós-parto, estimulação da contração uterina, reduzindo a possibilidade de hemorragia pós-parto, entre outros.

Preconiza-se ainda que esse momento garante o aleitamento materno no Hospital, o que nem sempre vem acontecendo.

Neste rol de benefícios não podemos nos esquecer de como é importante o acolhimento do bebê ao ser colocado no colo da mãe em sua chegada ao mundo extra-uterino, tão estranho a ele. E mesmo que o bebê não mame imediatamente ao ser colocado no peito da mãe, pode-se aguardar alguns instantes para que ele mesmo procure o peito. Se isso não acontecer também não deve ser motivo para frustrações. Mantenha-o no mesmo quarto (alojamento conjunto) que não demorará muito ele estará mamando.

Fica esta recomendação para você conversar com seu médico. E se todas as condições da mãe e do bebê na hora do nascimento forem favoráveis, não deixe passar esta oportunidade!

____________________________________________________________________________________________

DICAS SOBRE O USO DA CHUPETA

 

Se você leu o artigo sobre chupeta, vai entender melhor estas dicas que darei a você.

Nem todos os bebês tem necessidade de sugar a chupeta, mas ela pode ser  um objeto bem-vindo em algumas poucas situações: para acalmar o bebê, já que sugar é um ato prazeroso e para os bebês que não mamam no seio materno, ela pode atender a necessidade de sucção dos primeiros meses de vida.

Se for o caso de você optar por dar uma chupeta ao filho, escolha a do modelo ortodôntico. É a que mais se assemelha ao bico do seio e se adapta melhor a anatomia da boca. Esteja atento ao tamanho também.

A dica para os bebês que usam a chupeta para dormir é que ela seja retirada da boca do bebê tão logo ele estiver em sono profundo. Deve ser retirada com um movimento firme e rápido para que ele não a sugue de volta. Os principais motivos são: manter a respiração nasal que filtra e aquece o ar e também evitar deformações no palato e na dentição.

Durante as brincadeiras diárias, passeio de carrinho, passeio à pé, ao assistir TV e durante uma conversa não há necessidade de o bebê estar com uma chupeta na boca. Ora, se a chupeta serve para acalmá-lo, porque passar o tempo todo com ela? É tão bom estar com sua boquinha livre para falar e se surpreender com o mundo que se apresenta a ele!!!

Além de atrapalhar a interação com as pessoas, impede a articulação correta das palavras, contribui para alteração da musculatura da face e da língua, mantém a língua abaixada e entre as arcadas, prejudicando a deglutição e oclusão da arcada dentária.

Para os pais que preferem optar por não fazer o uso de chupetas ou fazê-lo de modo menos intenso, sugiro que procure entender as necessidades do filho, oferecer o colo sempre que possível. O contato físico com o bebê é extremamente importante!

Para os casos em que se quer fazer uma criança um pouco mais velha desistir da chupeta, invista na autonomia dela e no diálogo para incentivá-la a não mais usar a chupeta. Observe-a para saber em que momentos ela recorre ao uso da chupeta, e talvez possa ajudá-la.

Quanto mais autônoma for uma criança, mais rápido ela mesma abrirá mão da chupeta. Incentivar a criança a cuidar de si mesma e do ambiente, a dar sua opinião sobre as situações que lhe dizem respeito, a tomar decisões simples, são sugestões. E claro, como não podia deixar de dizer, os pais devem refletir para ver se não estão desejando prolongar a fase de bebê além do necessário.

Estas são algumas dicas, não deixe de ler o artigo que esclarece um pouco mais sobre o assunto.

____________________________________________________________________________________________

Queimadura

 

fonte: http://www.criancasegura.org.br/

A maioria das queimaduras com bebês, especialmente entre as idades de seis meses a dois anos, são causadas por comidas quentes e líquidos derramados na cozinha. A água quente da pia e da banheira é também responsável por muitas queimaduras em crianças; essas queimaduras tendem a ser mais graves e cobrem uma porção maior do corpo do que as ocasionadas por outros líquidos quentes.

E se queimar? O que devo colocar na queimadura?

Nunca coloque manteiga, clara de ovos ou outras receitas caseiras. Bolhas só podem ser estouradas por um médico no pronto socorro. Se a queimadura for causada por líquidos quentes, resfrie a área queimada imediatamente com água fria e corrente; se for com agentes químicos, lave a área atingida com grande quantidade de água corrente. Se as vestes ficarem em chamas, deve-se “deitar e rolar”, além de enrolar a vítima com um pano úmido.

Fonte: http://www.criancasegura.org.br/

___________________________________________________________________________________________

Como proteger uma criança das armas de fogo

 

FONTE: http://www.criancasegura.org.br/

De preferência, não tenha armas. A menos que sua profissão exija esse tipo de equipamento, desarme-se.

O que os portadores de armas podem fazer:

•  Sempre guarde as armas de fogo descarregadas, travadas e fora do alcance das crianças; guarde as munições em um lugar separado e trancado;

•  Mantenha armas guardadas com chaves e lacres de combinação escondidos em lugares separados;

•  Faça um curso de uso, manutenção e armazenamento seguro de armas.

•  Até 8 anos de idade as crianças não conseguem distinguir entre armas reais e de brinquedo ou entender completamente as conseqüências de suas ações.

•  Crianças de três anos de idade são fortes o suficiente para puxar o gatilho de muitos revólveres;

•  Quase todos os tiros fatais não intencionais em crianças ocorrem em casa ou na vizinhança. A maioria dessas mortes envolve armas guardadas carregadas e acessíveis para as crianças.;

•  Vale lembrar que as crianças até os 10 anos de idade não tem capacidade de fazer bons julgamentos sobre como segurar uma arma e conseqüentemente, seguir regras de segurança.

FONTE: http://www.criancasegura.org.br/

__________________________________________________________________________________________

Incêndio

 

FONTE: http://www.criancasegura.org.br/

Ensine a criança

•  Durante o incêndio, arrastar-se embaixo da fumaça evita intoxicação;

•  Muitas mortes são causadas pela fumaça e gases tóxicos;

•  Toque nas portas antes de abri-las. Se a porta estiver quente, use uma saída alternativa;

•  Nunca volte para um prédio em chamas. As crianças devem ser lembradas para não parar ou voltar por alguma razão, como um brinquedo ou para ligar para o número de emergência. A ligação para a emergência deve ser feita depois de deixar o edifício ou a casa;

•  “Pare, caia e role”. Se pegar fogo nas roupas da criança pare, faça-a cair no chão e rolar de um lado para o outro rapidamente para extinguir as chamas.

•  Caso a casa tenha detectores de fumaça, as crianças devem conhecer o som do aparelho.

fONTE: http://www.criancasegura.org.br/

 

____________________________________________________________________________________________

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *